São Paulo suspende fase vermelha nos finais de semana

Após impasse, Câmara elege nova Mesa Diretora da Casa
fevereiro 3, 2021
Bolsonaro recebe presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou
fevereiro 3, 2021


O governo de São Paulo decidiu hoje (03) revogar o decreto que colocava o estado paulista na fase 1-vermelha aos finais de semana e também após as 20h nos dias úteis. Isso ocorreu após ter ocorrido nesta semana uma leve queda nas internações e óbitos provocados pelo novo coronavírus. 

A medida, que fechava as atividades não-essenciais no período, passou a vigorar no dia 25 de janeiro. A princípio, valeria até o dia 7 de fevereiro, mas agora a restrição noturna está suspensa e o comércio pode reabrir nas cidades paulistas que estão classificadas a partir da fase 2-laranja do Plano São Paulo já neste final de semana. 

A classificação das regiões dentro do Plano São Paulo não sofreu alteração. 

Regiões 

Atualmente, o estado de São Paulo tem seis regiões na fase 1-vermelha: Barretos, Franca, Ribeirão Preto, Marília, Bauru e Taubaté. Nesta fase, essas regiões só podem abrir os serviços considerados essenciais de logística, saúde, segurança e abastecimento. 

O restante do estado, que inclui a capital paulista e a Grande São Paulo, está na fase 2-laranja, onde academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% e encerramento às 20h. O consumo local em bares está proibido na fase laranja.

O Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul).

O plano divide o estado em 17 regiões e cada uma delas é classificada em uma fase do plano, dependendo de fatores com capacidade do sistema de saúde e a evolução da epidemia.



Fonte Agência Brasil

Compartilhe agora