Governo distribuirá concentrador de oxigênio doado por empresa ao SUS

Congresso será iluminado para lembrar vítimas do Holocausto
abril 7, 2021
Vasco manifesta interesse em participar de licitação do Maracanã
abril 7, 2021


O Ministério da Saúde (MS) informou que vai distribuir 5.133 concentradores de oxigênio doados por 12 empresas ao Sistema Único de Saúde (SUS), com o objetivo de auxiliar no tratamento de pacientes com covid-19 na rede pública de saúde.

De acordo com a pasta, foi entregue hoje (7) um carregamento com 1.899 equipamentos no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. As entregas dos demais aparelhos serão feitas de forma escalonada até o dia 14 de abril. A previsão é que os estados recebam os equipamentos ao longo do mês.

“A aquisição foi possível após a abertura de um edital de chamamento público, em uma ação coordenada pelos Ministérios da Saúde e da Economia – as inscrições do chamamento estão abertas até o dia 8 de abril. Participam da iniciativa as seguintes empresas: Bradesco, BRF, B3, Embraer, Gerdau, Grupo Ultra, Itaú, Magazine Luiza, Marfrig, Natura &CO, Suzano e Unipar. A Air Liquide Brasil fez a cotação para a importação dos equipamentos, ao custo total de R$ 35 milhões”, informou o MS.

Em nota, o ministério explica que esses concentradores podem produzir, por dia, o equivalente a mais de 7 metros cúbicos de oxigênio com 93% de pureza. Os equipamentos são usados em pacientes leves e moderados com covid-19, oferecendo cerca de 5 litros de oxigênio por minuto.

 



Fonte Agência Brasil

Compartilhe agora