Bolsonaro diz que controles governamentais impediram compra de Covaxin

Estimulação do nervo vago melhora marcha de pacientes com Parkinson
julho 10, 2021
Líderes políticos divulgam nota em defesa da democracia
julho 10, 2021


O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (10) que a compra da vacina indiana Covaxin, do laboratório Bharat Biotech, foi suspensa devido a controles governamentais. A afirmação foi feita durante discurso em Porto Alegre, depois de motociata com apoiadores na região metropolitana da capital gaúcha.

“Dois anos e meio sem corrupção. Querem agora imputar um crime a mim de corrupção, onde uma dose sequer foi comprada da vacina”, disse o presidente. “Porque temos filtro, temos controle”.

No fim de junho, o Ministério da Saúde suspendeu temporariamente o contrato de compra da vacina indiana, por orientação da Controladoria-Geral da União (CGU), dias depois de depoimentos à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia dados pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) e de seu irmão, chefe de importação do Ministério da Saúde, Luís Ricardo Miranda.

O chefe de importação do ministério relatou pressões atípicas para a contratação da Covaxin e problemas no processo de importação, como a tentativa inicial de pagamento adiantado e o uso de uma empresa que não estava listada no contrato.



Fonte Agência Brasil

Compartilhe agora