Interior de SP tem queda em todos os índices criminais em fevereiro

Crimes contra a vida e o patrimônio sofreram redução significativa no período

Crimes contra a vida e o patrimônio sofreram redução significativa no período

As cidades do interior de São Paulo tiveram uma queda significativa em todas as modalidades criminosas durante o mês de fevereiro, conforme o balanço estatístico da Secretaria da Segurança Pública.
Os roubos em geral, que incluem de carga e a banco, passaram de 3.339 para 2.895, queda de 13,3% na comparação com fevereiro de de 2023. Os roubos de veículos tiveram uma redução ainda maior: de 799 ocorrências um ano antes para 512 no mês passado, ou seja, 35,9% a menos.
Os casos de furtos em geral, incluindo os de carga, apresentaram diminuição de 1,3%, chegando a 17.913 em fevereiro de 2024. Os furtos de veículos fecharam o mês passado em 2.073 registros, 4,6% a menos na comparação com igual período do ano passado. 

Crimes contra a vida

Os casos de homicídios dolosos caíram 2%, passando de 147 delitos um ano antes para 144 registros no segundo mês deste ano. Também houve menos casos de latrocínio — roubo seguido de morte —, com duas ocorrências a menos no período.
Os estupros também apresentaram uma redução. Depois de uma tendência de alta no ano passado, houve uma estabilidade em janeiro, seguido de queda de 4,6% em fevereiro deste ano, chegando a 605 registros em todo o interior de São Paulo. 
Mais de 10 toneladas de drogas apreendidas em fevereiro

As Forças de Segurança apreenderam 10,4 toneladas de drogas no interior do estado em fevereiro deste ano. O número representa uma quantidade 33,5% maior na comparação com o mesmo período de 2023, quando foram 7,7 toneladas. A maior parte das ocorrências foi de maconha, chegando a 8,1 toneladas. A de cocaína representou 1,8 tonelada.
A quantidade de infratores presos e apreendidos também teve um aumento no período. Foram 10.688 detidos em fevereiro, ante 9.867 no mesmo mês de 2023, um acréscimo de 8,3%
No segundo mês do ano, 805 armas de fogo ilegais foram retiradas das ruas. Em comparação com o ano anterior, foram 218 armas a mais, alta de 37,1%.
Outro dado que reforça a atuação das Polícias Civil e Militar é referente à recuperação de veículos. Em fevereiro, o número subiu 14,6% na comparação com o ano anterior, chegando a 1.572.
(Por Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública)