Festival da Canção 2024: “Profana Oração” é a música campeã

Júri teve a difícil tarefa de escolher os vencedores, premiando músicos de quatro cidades diferentes

Júri teve a difícil tarefa de escolher os vencedores, premiando músicos de quatro cidades diferentes

O Festival da Canção 2024, promovido pela Prefeitura de Porto Ferreira, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, encerrou com sucesso no último fim de semana, no Parque Linear da cidade.
O evento, que teve suas duas semifinais na sexta e sábado, culminou na grande final no domingo (24).
Os finalistas que disputaram a finalíssima foram talentosos representantes de diferentes regiões:

  • “Nota de Rodapé” – CAMMI
  • “Plante Só o Amor” – Aljahva
  • “Lado Ruim” – Cali
  • “O Segredo dos Pardais” – Fredo Junior
  • “Altar Dourado” – Sergio Di Ramos
  • “O Valor da Árvore” – Taquinho de Minas
  • “Em Cada Canto” – Giovanna Farias
  • “Profana Oração” – Thiago K e Ariel Moura
  • “Palavra Caipira” – Agnaldo Araujo e Cris Violeira
  • “Role os Dados” – Alma Noturna

O júri, composto por Savana Mirela da Silva, Gustavo de Oliveira Lavandeira e Noedir Josué Ferrara Junior, teve a difícil tarefa de escolher os vencedores, premiando músicos de quatro cidades diferentes.
Essa diversidade reflete o objetivo do festival: incentivar e divulgar a música popular brasileira em suas mais variadas vertentes, dando espaço para o surgimento e reconhecimento de novos talentos artísticos.
Além das emocionantes competições, o público presente pôde desfrutar de shows incríveis de encerramento durante os três dias de evento. A praça de alimentação organizada pela Feira Livre Municipal também garantiu uma experiência completa para os participantes, reforçando o caráter cultural e a integridade do festival.

Confira abaixo a lista das canções e artistas premiados:

  •  1º Lugar: “Profana Oração” – Thiago K e Ariel Moura (São Paulo-SP).
  • 2º Lugar: “Palavra Caipira” – Agnaldo Araujo e Cris Violeira (Campinas-SP).
  • 3º Lugar: “Nota de Rodapé” – CAMMI (São Paulo-SP).
  • Melhor Instrumentista: Lucas Tamaiolo – “Role os dados” – Alma Noturna (Porto Ferreira-SP).
  • Melhor Letra: Taquinho de Minas – “O Valor da Árvore” (Belo Horizonte-MG).