Procon-SP revela lista das empresas com mais reclamações

O Procon-SP divulgou a lista das empresas com maior número de reclamações em 2023 na sexta (15). Os números referem-se a processos administrativos. Ou seja, reclamações não solucionadas em uma primeira tentativa de acordo feita pelo órgão de defesa. Hurb Technologies S/A, Grupo 123 Milhas e Enel ocupam os primeiros lugares no ranking.
Em todo o ano de 2023, o Procon-SP registrou 769.556 reclamações em seu canal de atendimento online e nos postos presenciais. No período, foram finalizadas 207.220 queixas feitas contra 21.925 fornecedores, com mediação feita pelos especialistas do Procon-SP – independentemente de terem sido atendidas pelo fornecedor.
Estas são as dez empresas com mais reclamações no Procon-SP durante o ano de 2023:

  • Hurb Technologies S/A
  • Grupo 123 Milhas
  • Enel
  • Itaú Unibanco
  • Bradesco
  • Ikeg
  • Shopee
  • Samsung
  • Grupo Claro
  • Mercado Livre

As duas primeiras colocações são de empresas do setor de turismo que atuam na modalidade de viagem com datas de agendamento flexível: Hurb Technologies S/A e Grupo 123 Milhas. Os problemas que consumidores mais citaram foram ofertas não cumpridas, dificuldade na devolução dos valores pagos, dificuldade para cancelar ou alterar o contrato e questionamento de cobranças (serviço não fornecido).
A Hurb teve 11.631 reclamações registradas, sendo 809 atendidas e 10.822 não atendidas, com um índice expressivamente baixo (7%) de solução das queixas apresentadas. Em maio de 2023, a empresa foi multada pelo Procon-SP em R$ 4,4 milhões.
Já a 123 Milhas teve 8.186 reclamações – 494 atendidas e 7.692 não atendidas. A empresa entrou com pedido de recuperação judicial e o Procon-SP solicitou entrar no processo fornecendo subsídios ao órgão julgador. A empresa também foi multada pelo Procon-SP no valor de R$ 2,5 milhões.
Em terceiro lugar no ranking geral consta a concessionária de energia elétrica Enel com 5.800 reclamações (tendo atendido 1.238 demandas e não atendido 4.562). Problemas relacionados a cobranças indevidas – incompatíveis com o perfil de uso -, faturamentos acumulados, dificuldades na renegociação, cobrança de tarifas e taxas não previstas ou informadas e negativação indevida, são a maior parte dos questionamentos.
Em razão da interrupção no fornecimento de energia elétrica na região metropolitana durante a primeira semana de novembro de 2023, a Enel foi multada em mais de R$ 12 milhões.
Assim, os três primeiros colocados também se destacam no pelos altos índices de não atendimentos a reclamações.
Outro destaque no levantamento de 2023 foi o de empresas que não estavam no ranking das 50 empresas com mais reclamações, mas entraram no último ano. Por exemplo, é o caso do Facebook Serviços Online do Brasil, que em 2022 estava em 81ª posição no ranking. Em 2023, a empresa ocupou a 19ª posição.
Confira as empresa que lideraram o ranking de reclamações do Procon-SP nos últimos anos. Algumas reapareceram na lista de 2023.

  • 2023 – Hurb Technologies S/A
  • 2022 – Faci.ly
  • 2021 – Eletropaulo – Enel
  • 2020 – Eletropaulo – Enel
  • 2019 – Via Varejo (Casas Bahia/PontoFrio/Extra.com.br/Bartira)

A publicação desta lista é feita anualmente em cumprimento do artigo 44, da Lei 8.078/1990 – Código de Proteção e Defesa do Consumidor – com o objetivo de informar a sociedade sobre a conduta de fornecedores de produtos e serviços.

Confira o ranking e o relatório completo no site do Procon: https://www.procon.sp.gov.br/wp-content/uploads/2024/03/Fundacao-Procon-SP-CRF-2023_R1.pdf

PROCON: Órgão de defesa do consumidor divulgou tradicional lista com as empresas que receberam mais reclamações durante o ano de 2023


É expressamente proibida a reprodução parcial ou integral de qualquer artigo ou matéria sem a devida autorização por escrito do Agora Região. Em caso de descumprimento todas as medidas judiciais cabíveis serão tomadas.

®


 

® Proibida a Reprodução sem a devida autorização!!!