Governo de SP inicia pesquisa sobre cães e gatos de rua nos municípios

Questionário deve ser respondido até 15 de abril e vai ajudar a aperfeiçoar políticas públicas voltadas para pets, sobretudo cães e gatos

Questionário deve ser respondido até 15 de abril e vai ajudar a aperfeiçoar políticas públicas voltadas para pets, sobretudo cães e gatos

Os municípios de São Paulo foram convocados a responder uma pesquisa sobre a situação de animais de estimação, organizada pela Secretaria do Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil), via Coordenadoria de Defesa e Saúde Animal. O objetivo é levantar dados precisos para a formulação de novas políticas públicas e aperfeiçoamento das já existentes em questões relativas ao bem-estar e controle populacional de cães e gatos de rua.
A pesquisa é feita por meio de formulário eletrônico, com sete questões sobre como os municípios têm desenvolvido ações para a proteção animal. As respostas podem ser enviadas pelas administrações públicas municipais até o dia 15 de abril.
A pesquisa vai mapear a situação de cada cidade paulista, apontando se há legislação específica; mão-de-obra (médicos veterinários e técnicos) especializados em pets, sobretudo cães e gatos; estruturas para atendimentos básicos (consultas, castração e zoonoses, por exemplo); além de levantamento populacional.
“Este levantamento é um diagnóstico das políticas municipais de bem-estar e proteção animal e nos permitirá mapear as demandas e necessidades localizadas, focando em soluções específicas, como por exemplo, suporte técnico para a elaboração de políticas públicas ou estruturas de atendimento”, resume a coordenadora de Defesa e Saúde Animal da Semil, Rebecca Politti.


É expressamente proibida a reprodução parcial ou integral de qualquer artigo ou matéria sem a devida autorização por escrito do Agora Região. Em caso de descumprimento todas as medidas judiciais cabíveis serão tomadas.

®


 

® Proibida a Reprodução sem a devida autorização!!!