Polícia Militar Ambiental de Pirassununga aplicou mais de R$ 10 mil durante Operação Piracema

O 1° Pelotão da Polícia Militar Ambiental com sede em Pirassununga, divulgou nesta quarta-feira (28), o balanço das ações durante a Operação Piracema, que ocorreu entre os dias 1° de novembro de 2023 até o dia 28 de fevereiro de 2024.
O 1º Pelotão é responsável por mais 16 municípios dentro de sua área de abrangência, estando inserido em sua área alguns importantes rios do estado de São Paulo, bem como o Rio Mogi Guaçu, Ribeirão do Roque, Rio Jaguari, entre outros, sendo este primeiro rio considerado um dos maiores berçários de peixes de água doce do estado.
Durante a Piracema o Pelotão teve como resultado o seguinte saldo operacional abaixo relacionado:

  • Horas navegadas: 291;
  • Fiscalizações de pesca registrados por meio de Termo de Vistoria Ambiental/TVA
    (período diurno e noturno): 322;
  • Flagrantes de Degradação Ambiental contra a Fauna Ictiológica registrados na forma
    de Boletim de Ocorrência Ambiental/BOA: 5;
  • Fontes de Consumo de Pesca Fiscalizadas (Peixarias, restaurantes, pescadores
    profissionais, etc): 26;
  • Autos de Infração Ambiental: 6;
  • Valor de multa: R$ 10.196,02;
  • Pessoas presas em flagrante: nenhum dos autuados ficou preso à disposição
    da justiça);
  • Petrechos diversos apreendidos (caniço simples, molinetes, carretilhas, redes,
    barduelos, anzóis de galho, etc): 197;
  • Redes de pesca apreendidas: 27 unidades, totalizando 1.170 metros;
  • Kg de pescado apreendido: 111,189 kg;
  • Embarcações fiscalizadas: 30;
  • Embarcações apreendidas: não houve;
    (Fonte: CAD e SIOPM/Web AIA)

Denúncias

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones
0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente à unidade da Polícia  Militar Ambiental de Pirassununga pelo telefone: (19) 3565-1288.